16.nov
Jolie diz que violência sexual é arma de guerra e pede punição

A atriz e ativista Angelina Jolie defendeu nesta quarta-feira (15), durante uma conferência de ministros de Defesa sobre as missões de paz da ONU, em Vancouver, que a violência sexual deve que ser reconhecida como uma arma de guerra pela comunidade internacional e punida com mais rigor.

Em discurso, Jolie afirmou que a violência sexual está sendo utilizada como arma de guerra porque é “mais barata que uma bala e tem consequências duradouras que a tornam cruelmente efetiva”.

A atriz, que citou como exemplo as agressões contra as refugiadas rohingyas em Mianmar, disse que esses abusos são cometidos para “torturar, aterrorizar e forçar a população a fugir.

“Isso não é sexo, mas sim abuso de poder e comportamento criminoso”, disse Jolie.

Além disso, a atriz rejeitou a ideia de que os abusos sexuais cometidos em conflitos sejam consequências inevitáveis das guerras. Para ela, esses crimes devem ser punidos e incluídos nas negociações de paz entre as partes em confronto.

“É difícil, mas não impossível. Temos as leis, as instituições e a experiência para obter as provas. Somos capazes de identificar os autores. O que não há é a vontade política”, concluiu Jolie.

A conferência de Vancouver é a maior reunião de ministros de Defesa dedicada às missões de paz da ONU, que quer reformar esse tipo de operação após várias denúncias de abusos sexuais cometidas por militares que atuavam como “capacetes azuis” na África e no Haiti.

Fonte: UOL

15.nov
No Canada, Jolie pede pelo fim da violência sexual

Na tarde desta quarta-feira, dia 15 de Novembro, a Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR / ACNUR), Angelina Jolie, esteve presente na Conferência Ministerial de Defesa da Paz (Peacekeeping Defense Ministerial Conference) que aconteceu no Vancouver Convention Centre, na cidade de Vancouver, no Canadá.

Em um discurso firme direcionado aos oficiais mantenedores da paz da ONU que se encontravam reunidos no local, Jolie pediu que os negociadores de conflitos internacionais assumissem, de forma mais séria, seus papeis na busca da prevenção e da punição da violência sexual.

Referindo-se à violência sexual como um “obstáculo crítico existente quando se busca alcançar igualdade no direito das mulheres e nos direitos humanos como um todo”, Jolie pediu que os reunidos reconhecessem a violência sexual como uma arma de guerra e que atuassem na prevenção desses crimes.

“A violência sexual é mais barata que munições de arma e tem consequências duradouras que se desenrolam com uma previsibilidade doentia, o que torna isso algo tão cruelmente eficaz,” disse ela.

Vídeos:

Fotos:

01 02 03 04 05

14.nov
Jolie exibe “First They Killed My Father” no AFI Fest

Na noite desta segunda-feira, dia 13 de Novembro de 2017, a cineasta norte americana Angelina Jolie esteve presente em mais uma Exibição Especial (Screening) do filme “First They Killed My Father”.

O evento aconteceu durante o AFI Fest no Egyptian Theatre, localizado na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Depois da exibição do filme, Jolie, ao lado da amiga e escritora Loung Ung, respondeu algumas questões a respeito do longa que foi dirigido, co-produzido e co-escrito por ela.

Antes de ingressar no evento, Jolie ainda distribuiu autógrafos e selfies com os fãs que se encontravam aglomerados ao lado de fora do local.

Vídeo:

Fotos:

01 02 03 04 05

13.nov
Jolie é vista conversando com colegas em Hollywood

Na tarde deste domingo, dia 12 de Novembro, a cineasta Angelina Jolie foi fotografada pelos paparazzis enquanto conversava com alguns colegas de trabalho antes de entrar em um edifício, localizado na região de Hollywood, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos.

Na noite anterior, Jolie marcou presença nos Governors Awards onde prestou homenagem à cineasta e fotógrafa Agnès Varda, entregando a ela um prêmio Oscar honorário.

Fotos:

01 02 03 04 05

12.nov
Jolie homenageia Agnes Varda nos Governors Awards

Na noite deste sábado, dia 11 de Novembro de 2017, a cineasta Angelina Jolie marcou presença na 9ª Edição dos Governors Awards, que aconteceu no Hollywood and Highland Center, na cidade de Los Angeles, Estados Unidos.

Jolie esteve presente no evento para homenagear a cineasta e fotógrafa Agnès Varda, entregando a ela um prêmio Oscar honorário.

Em uma entrevista recente concedida ao jornal Los Angeles Times Varda disse que Jolie é uma mulher incrível:

“Eu sei que Angelina Jolie irá entregar o prêmio para mim. Ela é uma mulher incrível e interessante. Ela não tem apenas o talento na hora de atuar, mas ela tem uma posição de vida que me faz gostar dela. Eu sou muito feminista, como você sabe e como todo mundo sabe. O posicionamento que ela tem com relação às mulheres, crianças e à sua própria fama… ela usa isso de uma maneira muito interessante”.

Varda é diretora do documentário “Faces Places”, filme produzido em parceria com o fotógrafo JR. Quando os dois se conheceram, em 2015, imediatamente quiseram trabalhar juntos —fazer um filme na França, longe das cidades. Em encontros aleatórios ou planos pré-concebidos, no longa, eles partem em direção a outras pessoas e as convidam a segui-los em sua viagem no caminhão fotográfico de JR. O filme foi vencedor do Olho de Ouro de melhor documentário no Festival de Cannes.

Vídeos:

Fotos:

01 02 03 04 05

O Angelina Jolie Brasil é um site feito de fãs para fãs e tem como objetivo principal compartilhar as notícias mais recentes sobre a cineasta norte americana, Angelina Jolie. Nós não temos qualquer contato com a atriz, seus familiares e agentes. Qualquer artigo, vídeo ou imagem postado nesse site possui os direitos autorais dos seus respectivos proprietários originais, assim como todos os nossos conteúdos produzidos, editados, traduzidos e legendados devem ser creditados sempre que reproduzidos em outro site. É proibida a cópia total ou parcial deste site assim como deste layout. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade clicando aqui.