Arquivo da categoria: 'UNHCR'
26.maio
Jolie será professora em universidade de Londres

A cineasta Angelina Jolie Pitt, Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR/ACNUR), foi nomeada ‘Professora Visitante’ na prestigiosa London School of Economics (LSE), nesta segunda-feira, dia 23 de Maio de 2016.

Ela será uma dos quatro ‘professores convidados’ do novo curso de mestrado sobre mulheres, paz e segurança que busca promover a igualdade entre os sexos e ajudar as mulheres afetadas pelos conflitos ao redor do mundo. Em um comunicado, a atriz declarou:

Estou muito entusiasmada com a criação desse programa. Espero que outras instituições universitárias sigam o exemplo, porque é vital ampliar o debate sobre como avançar os direitos das mulheres e acabarmos com a impunidade dos crimes que afetam as mulheres de maneira desproporcional, como as violências sexuais nos conflitos.”

Entre os professores convidados também está o ex-ministro britânico das relações exteriores, William Hague, que, em 2010, lançou uma iniciativa ao lado de Angelina que busca combater e prevenir a violência sexual em conflitos.

De acordo com a London School of Economics (LSE), os professores convidados darão conferências, participarão de oficinas e de eventos públicos. No entanto, os estudantes poderão se matricular no curso de mestrado a partir do mês de agosto deste ano.

Fonte: Folha de São Paulo



23.maio
Angelina Jolie dará aula a curso de mestrado em Londres

A cineasta e Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR/ACNUR) – Angelina Jolie Pitt – será Professora Visitante em um curso de mestrado da prestigiada universidade inglesa Escola de Economia e Ciência Política de Londres (LSE).

O curso fará parte do ‘Centro para Mulheres, Paz e Segurança’, criado no ano passado pela própria Jolie e pelo político britânico William Hague. O curso terá as mulheres como foco, irá durar um ano e terá, ao todo, quatro professores visitantes, incluindo Hague. Entre as matérias do programa, está “Gênero e militarização”. Em um comunicado, Jolie afirmou:

Estou muito feliz com a criação deste curso de mestrado. Espero que outras instituições acadêmicas sigam esse exemplo, pois é crucial ampliar a discussão sobre o avanço dos direitos das mulheres e o fim da impunidade para crimes que afetam as mulheres desproporcionalmente, como violência sexual em áreas de conflito. Estou ansiosa para ensinar e aprender com os alunos, além de compartilhar minhas próprias experiências por trabalhar com governos e com as Nações Unidas.”

Altamente ativa em causas sociais, Jolie entrou em contato com Hague quando dirigiu seu primeiro filme, “Na Terra de Amor e Ódio” (2011). Após isso, os dois comandaram uma iniciativa para prevenção de abuso sexual em conflitos em 2012, e em 2014 produziram a primeira conferência global sobre o assunto, em Londres.

Fonte: Adoro Cinema, Extra, The London School of Economics and Political Science e Thomson Reuters Foundation.



18.maio
Angelina Jolie se diz desencorajada por postura dos EUA

Angelina Jolie está desencorajada pela resposta americana para a crise migratória global. Atriz e Enviada Especial da Agência de Refugiados das Nações Unidas (ACNUR/UNHCR), ela disse temer que países adotem políticas isolacionista em vez de agirem juntos para combater o problema.

Nesta segunda-feira, dia 16 de Maio de 2016, Angelina se manifestou a respeito do assunto enquanto participava de um evento sobre a migração organizado pela BBC em Londres.

Tenho estado muito, muito desencorajada pela resposta do meu próprio país para a situação”.

A atriz ainda criticou Donald Trump, provável candidato republicano à presidência, que sugeriu a proibição temporária da entrada de qualquer muçulmano aos EUA como forma de evitar ataques de extremistas.

Para mim, os Estados Unidos foram construídos por pessoas de todo o mundo que vieram em busca de liberdade, especialmente a liberdade religiosa. Então é difícil ouvir que isso vem de alguém que pretende ser um presidente americano”.

A atriz disse ainda que os países precisam se juntar para lidar com as 60 milhões de pessoas que estão fora de casa e devem construir um sistema coordenado e ordenado para lidar com refugiados e imigrantes.

Parte do texto foi retirada do site Metro.

Durante o evento, Angelina também foi entrevistada por algumas crianças. Assista parte da entrevista, legendada exclusivamente pelo Angelina Jolie Brasil:



16.maio
Angelina Jolie fala sobre os refugiados em evento da BBC

Nesta segunda-feira, dia 16 de Maio, a cineasta e Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR/ACNUR) – Angelina Jolie Pitt – participou de um evento organizado pela BBC chamado “World on the Move” (Mundo em Movimento), onde falou sobre questões relacionadas a migração global. Angelina, ainda apelou à comunidade internacional para superar seus medos e intensificar os esforços para resolver a crise migratória.

“Mais de sessenta milhões de pessoas estão deslocadas (um terço dos refugiados) atualmente, o que é mais do que em qualquer momento ao longo dos últimos 70 anos”, disse a atriz e diretora americana durante um discurso na sede da BBC, em Londres.

“Isso nos diz algo profundamente perturbador sobre a paz e a segurança no mundo”, acrescentou. “Dado o estado do mundo, não é uma surpresa se algumas dessas pessoas desesperadas, que não tem nenhuma opção e que não possuem nenhuma esperança de voltar para casa, tentarem, como um último recurso, chegar à Europa, mesmo arriscando suas vidas”, ressaltou.

Angelina lamentou que a crise de refugiados possa dar uma “margem de manobra e um falso ar de legitimidade para aqueles que promovem a política do medo”. Mas, segundo ela, “se a casa do seu vizinho está em chamas, você não vai ficar seguro fechando suas portas”.

Exortando a comunidade internacional a mostrar generosidade, ela considerou ser “um dever de todos nós, do futuro Secretário Geral das Nações Unidas, dos governos, da sociedade civil e de cada um de nós”.

“E o nosso sucesso vai ajudar a dar forma a este século. A alternativa? É o caos”, alertou.

O discurso acontece uma semana após o “pacto mundial” proposto pela ONU para tentar resolver a mais grave crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial, promovendo o acolhimento, todos os anos, de pelo menos 10% dos refugiados.

Texto: UOL

01 02 03 04 05

• Trabalho Humanitário > 2016 > World on the Move – 16/05 (50x)



21.abr
Jolie visita o Fundo Fiduciário do Tribunal Penal Internacional

Nesta quarta-feira, dia 20 de Abril, depois de participar de uma reunião com o Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, no Tribunal Penal Interacional, a cineasta e Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados – Angelina Jolie Pitt – aproveitou a visita para conhecer o Fundo Fiduciário em Benefício das Vítimas e suas Famílias, também localizado na cidade de Haia, nos Países Baixos.

O objetivo do Tribunal Penal Internacional é o de promover o Direito internacional e sua função é a de julgar individualmente as pessoas acusadas por crimes do mais sério interesse internacional, como genocídio, crimes contra a humanidade e crimes de guerra. O TPI dá o direito às vítimas de pedir uma reparação pelos danos sofridos em decorrência dos crimes. Assim, o TPI pode condenar o autor dos crimes a reparar os danos das vítimas com seus próprios bens ou então que utilize o Fundo Fiduciário em Benefício das Vítimas e suas Famílias para cobrir a reparação.

O Fundo, criado pela Assembleia dos Estados Partes ao Estatuto de Roma em 9 de setembro de 2002, poderá obter seus recursos por através de três formas: com os bens apreendidos do acusado/condenado, com as ordens de reparação e com as contribuições voluntárias dos Estados, Instituições, Organizações e indivíduos.

Durante a visita, Jolie conversou com a equipe do Fundo Fiduciário sobre as dificuldades enfrentadas pelos sobreviventes e sobre o impacto que a assistência do Fundo faz ao permitir que os sobreviventes possam recuperar a sua dignidade e reconstruir suas vidas dentro de suas comunidades. Após a reunião com a equipe do Fundo, Jolie se manifestou dizendo:

“Uma justiça plena não pode existir se não houver consideração com relação às próprias vítimas dos crimes de guerra e se não houver uma assistência prática para que elas possam seguir em frente com suas vidas e superar os danos que sofreram. É por isso que o trabalho do Fundo Fiduciário é importante e deve ser apoiado e reforçado ao longo do tempo.”

Atualmente, mais de 180.000 vítimas sobreviventes são beneficiadas com a assistência do Fundo Fiduciário – que inclui acesso a serviços de saúde reprodutiva, formação profissional, aconselhamento baseado em trauma, oficinas de reconciliação, cirurgia reconstrutiva e muito mais.

Fonte (parcial): Tribunal Penal Internacional

01 02 03 04 05

• Trabalho Humanitário > 2016 > Países Baixos – 20/04 #2 (6x)



O Angelina Jolie Brasil é um site feito de fãs para fãs e tem como objetivo principal compartilhar as notícias mais recentes sobre a cineasta norte americana, Angelina Jolie. Nós não temos qualquer contato com a atriz, seus familiares e agentes. Qualquer artigo, vídeo ou imagem postado nesse site possui os direitos autorais dos seus respectivos proprietários originais, assim como todos os nossos conteúdos produzidos, editados, traduzidos e legendados devem ser creditados sempre que reproduzidos em outro site. É proibida a cópia total ou parcial deste site assim como deste layout. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade clicando aqui.