Arquivo da categoria: 'Diretora'
27.jan
IndieWire entrevista Angelina Jolie e Loung Ung

Nesta sexta-feira, dia 26 de Janeiro de 2018, o site de entretenimento “IndieWire” disponibilizou uma entrevista exclusiva com a cineasta norte americana, Angelina Jolie, e a escritora e ativista cambojana, Loung Ung, na qual as duas falaram a respeito do filme “First They Killed My Father”.

O emocionante drama, que conta a história de uma criança sobrevivendo ao regime do Khmer Vermelho, é o melhor filme dirigido por Jolie até o momento. O filme foi rejeitado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Oscars) e não recebeu nenhuma indicação, apesar de ter sido enviado oficialmente pelo Camboja para concorrer na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira – um fato que, de modo algum, diminui o conteúdo artístico e poderoso do longa, que foi elaborado a partir do livro escrito pela autora cambojana, Loung Ung, e que se tornou um best-seller.

A história teve uma profunda ressonância na vida pessoal de Jolie. O filho mais velho da cineasta, Maddox, nasceu no Camboja. A diretora disse que sentiu uma grande responsabilidade ao querer contar a história da maneira correta – não apenas pensando no filho, mas também em todos os cambojanos.

“Quando você é diretora, você não quer ter a sensação de que desapontou sua equipe, que desapontou um país ou que você desapontou sua família,” disse Jolie durante a entrevista.

Foi Maddox, que agora possui 16 anos e que recebeu seu primeiro crédito como produtor em um filme, que sugeriu fazer o filme. “Ele foi a razão pela qual nós finalmente o fizemos,” adicionou ela.

“A maioria da nossa equipe era formada de sobreviventes… Então, todo mundo ali havia sido afetado,” disse Jolie. “Essa experiência seria traumática ou seria catártica e nós insistimos para que fosse catártica. Sabíamos que não ia ser fácil porque estávamos lutando para fazer algo que realmente importasse e, por isso, teríamos um pouco de dificuldade”.

A história mostra a infância brutal de Ung sobrevivendo ao mortal regime do Khmer Vermelho durante a década de 70 no Camboja. Ung adaptou o roteiro a partir de suas memórias. “Ela [Angie] criou algo seguro… para que todos tivessem seus momentos,” disse Ung. “Em alguns momentos, nós tivemos que parar de filmar porque as pessoas estavam passando por um estresse pós-traumático e Angie foi ótima”.

Mesmo não recebendo o assentimento do Oscar que se esperava, “First They Killed My Father” foi recebido calorosamente e passou por um longo caminho no sentido de demonstrar que Jolie é uma diretora com visão e habilidade. Este filme não é apenas uma grande realização para uma mulher que usa muitos chapéus diferentes em Hollywood, mas é uma história com grande valor sentimental para ela.

“Este filme fala sobre família… Sobre o quão acalentador, sobre o que significa ter uma família, sobre como ela nos forma e como ela nos ajuda a curar e sobreviver. Curar, sobreviver e, eu espero, florescer”.

Fonte: IndieWire

Vídeo:

Fotos:

01 02 03 04 05



19.jan
Filme dirigido por Jolie é indicado aos BAFTA Film Awards

No começo do mês de Janeiro deste ano, mais precisamente no dia 9, o site oficial dos British Academy Film Awards, ou BAFTA Film Awards, divulgou a lista oficial dos indicados aos prêmios.

O filme dirigido por Angelina Jolie, “First They Killed My Father”, foi indicado para concorrer ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira.

A cerimônia irá acontecer no dia 18 de Fevereiro de 2018, no Royal Albert Hall, na cidade de Londres, Inglaterra, e será apresentada pela atriz britânica, Joanna Lumley.

Os British Academy Film Awards é uma premiação anual concedida pela Academia Britânica de Cinema e Televisão (BAFTA) para homenagear as melhores contribuições britânicas e internacionais para o cinema.

“First They Killed My Father” é uma adaptação do livro “First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers”, que conta a história de sobrevivência de Loung Ung durante regime do Khmer Vermelho, no Camboja. Em 1975, Ung tinha cinco anos de idade quando o Khmer Vermelho assumiu o poder no Camboja, dando início a quatro anos de terror e genocídio que sacrificaram a vida de dois milhões de cambojanos. Retirada da casa de sua família em Phnom Penh, Ung foi treinada como soldado mirim em um campo para órfãos, enquanto seus seis irmãos foram enviados a campos de trabalhos forçados. O filme foi lançado no dia 15 de Setembro do ano passado e ainda se encontra disponível na Netflix.

Fonte: BAFTA



06.jan
Jolie fala sobre filme em evento organizado pelo Globo de Ouro

Na tarde deste sábado, dia 06 de Janeiro de 2018, a cineasta Angelina Jolie esteve presente em um evento organizado pelo Globo de Ouro, no qual os diretores dos seis longas indicados na categoria de “Melhor Filme em Língua Estrangeira” falaram a respeito de seus filmes.

O evento recebeu o nome de “Golden Globe Foreign Language Nominees Panel” (Painel dos Filmes Indicados ao Globo de Ouro de Melhor Filme em Língua Estrangeira) e aconteceu no Egyptian Theatre, na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Posteriormente, antes de ir embora, a cineasta distribuiu autógrafos para alguns fãs que se encontravam localizados ao lado de fora do evento.

Vídeo:

Fotos:

01 02 03 04 05



23.dez
Esnobada pelo Oscar: Filme de Jolie não é indicado

O aclamado filme cambojano, “First They Killed My Father”, não concorrerá ao Oscar em 2018. O apaixonante projeto de Jolie para a Netflix – que ela co-escreveu, produziu e dirigiu – foi escolhido como filme do Camboja para concorrer na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, na premiação que acontecerá no dia 4 de Março.

O lançamento de “First They Killed My Father” foi aclamado no Festival de Filme de Toronto em Setembro, no qual Jolie disse que fez o filme para a população Cambojana e também para seu filho cambojano, Maddox, 16, creditado como produtor executivo.

Escrito por Jolie e ativista cambojana Loung Ung e baseado em uma auto-bigrafia do mesmo nome, no qual Ung relata seu testemunho durante o regime Khmer pela perspectiva de uma garota cambojana de 5 anos. Jolie leu o livro em 2000 quando ela visitou o país para filmer Lara Croft: Tomb Raider.

O filme foi extremamente bem-recebido com aprovação de 88% no site de crítica especializada RottenTomatoes.

Entretanto, “First They Killed My Father” não apareceu na lista dos nove indicados para as cinco possíveis nomeações que foram anunciadas esta semana pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Noventa e dois filmes foram originalmente considerados para para a categoria estrangeira.

Fonte: USA Today

Traduzido pelo nosso colaborador, Guilherme Leite



11.dez
Filmes de Jolie são indicados ao Globo de Ouro

Angelina Jolie terá nova chance como diretora no Globo de Ouro. Mais uma vez, por um filme estrangeiro, assim como aconteceu em 2012 com “Na Terra de Amor e Ódio”.

A artista nascida em Los Angeles assina direção e produção do longa “First They Killed My Father”, representante do Camboja na premiação.

“First They Killed My Father” concorre com “Loveless” (Rússia), “Uma Mulher Fantástica” (Chile), “Em Pedaços” (Alemanha) e “The Square – A Arte da Discórdia” (Suécia) — todos com recepção de crítica, público e carreira em festivais muito superiores.

Além de “First They Killed My Father”, outro filme produzido por Jolie também está na disputa ao prêmio. “The Breadwinner” está concorrendo na categoria de Melhor Animação.

A 75ª edição do Globo de Ouro acontece no dia 7 de janeiro, em cerimônia apresentada pelo comediante Seth Meyers.

“First They Killed My Father” é uma adaptação do livro “First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers”, que conta a história de sobrevivência de Loung Ung durante regime do Khmer Vermelho, no Camboja. Em 1975, Ung tinha cinco anos de idade quando o Khmer Vermelho assumiu o poder no Camboja, dando início a quatro anos de terror e genocídio que sacrificaram a vida de dois milhões de cambojanos. Retirada da casa de sua família em Phnom Penh, Ung foi treinada como soldado mirim em um campo para órfãos, enquanto seus seis irmãos foram enviados a campos de trabalhos forçados. O filme foi lançado no dia 15 de Setembro deste ano pela Netflix.

Fonte: Adoro Cinema



O Angelina Jolie Brasil é um site feito de fãs para fãs e tem como objetivo principal compartilhar as notícias mais recentes sobre a cineasta norte americana, Angelina Jolie. Nós não temos qualquer contato com a atriz, seus familiares e agentes. Qualquer artigo, vídeo ou imagem postado nesse site possui os direitos autorais dos seus respectivos proprietários originais, assim como todos os nossos conteúdos produzidos, editados, traduzidos e legendados devem ser creditados sempre que reproduzidos em outro site. É proibida a cópia total ou parcial deste site assim como deste layout. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade clicando aqui.